Muitos Adventistas em Brasília não Conseguiram Fazer o ENEM

Candidatos adventistas não conseguem realizar provas do Enem em horário especial

Rodrigo CoutoCorreio Brasiliense
Alguns adventistas do 7º dia reclamaram que não tiveram seus nomes inscritos para realizar as provas em horário especial. Pela religião, só é permitida a realização de atividades aos sábados após o pôr do sol. Uma das prejudicadas foi Suellen de Macedo, 21 anos. A jovem, moradora do Lago Norte, reclama dos prejuízos causados pela nãoo realização do Enem. “No meu cartão não veio especificando o numero da sala especial para a realização dos testes. Tentei conversar com o coordenador mas fui informada de que a única opção seria realizar as provas numa sala comum. Isso é um absurdo e um desrespeito”.

Suellen, que pretendia tentar uma vaga no curso de pedagogia no Centro Adventista de São Paulo (Unasp) se recusou a fazer as provas no horário comum e marcou uma reunião para a próxima segunda-feira com outros estudantes prejudicados e advogados para tentar solucionar o problema.

A também adventista Ana Maria Alves, 22 anos, reclama da falta de educação dos funcionários que participaram da organização do Enem. “Quando estávamos nervosos e chamando alguns palavrões, vieram com ironias dizendo que adventistas não falam palavras de baixo calão”.

Os candidatos adventistas inscritos para realizar as provas em horário especial chegam ao local de prova no mesmo horário que os demais candidatos, mas começam a respondê-las apenas após o pôr do sol.

About these ads
Esse post foi publicado em Artigos Adventistas e marcado . Guardar link permanente.

8 respostas para Muitos Adventistas em Brasília não Conseguiram Fazer o ENEM

  1. Marcelo ....3Anjo.blogspot.com disse:

    Pelo que entendi, essa estudante confessa que proferiu insultos por não ter ido para o “confinamento do ENEM”?

    Estão de brincadeira.

    A Igrerja de Apocalipse 14:12, e 12:17, precisa urgentemente de uma sacudidura, de um reavivamento de princípios e condutas.

    A Direção dessa Igreja precisa despertar, pois na atual situação, somos comparados às virgens néscias de Mt 25.

    Essa questão de “confinamento” consiste numa armadilha construída pelo inimigo para que o “remanescente” descumpra a Lei de Deus, e muitos estão caíndo nela, inclusive com aquiescência da Direção Geral da Igreja que não se posiciona a respeito.

    Como postei noutro link: seria uma grande oportunidade de contestar a realização de parte do concurso no Sábado, dia Santificado pelo SENHOR.

    Isso é apenas um ensaio do vem por aí: o decreto de morte. Aliás tudo isso faz parte do pacote.

    O fechamento de supermercados aos domingos, transferências de concursos para o sábado….., a coisa aos poucos vai criando corpo.

    A intenção do inimigo, de Satanás, bem sabemos que é fazer com que descumpramos a Lei de Deus, que não recebamos o Selo de Deus que é a observância do sábado.

    Se realmente essa estudante proferiu palavras de insulto, é lamentável testemunho: “ADVENTISTAS” não falam palavras de baixo calão.

    Quem sabe o ano que vem seja diferente.

  2. Marcelo ....3Anjo.blogspot.com disse:

    Certa vez ouvi uma pregação num culto de sábado um pastor dizer que:
    Certa vez um Rabino muito inteligente deu uma palestra sobre um assunto religioso, caso real.
    Esse pastor perguntou a ele o que achava da Igreja Adventista do Sétimo Dia, ele respondeu:
    - Que essa Igreja é menina dos olhos de Deus.
    Os comentários continuaram, e no decorrer da palestra o pastor perguntou novamente:
    - O que era preciso fazer para trazer um Judeu para a Igreja Adventista – ele respondeu:
    - Um sinal.
    - Porque da Lei nós conhecemos, e cumprimos mais que vocês;
    - De profecia sabemos tudo.
    - Só queremos um sinal, que vocês adventistas vivam o que vocês pregam.

    Foi mais ou menos esse o diálogo.

    Dá pra entender, e é a mais pura realidade: nós adventistas do sétimo dia não praticamos o que pregamos.

    Que Deus tenha misericórdia de nós, em nome de Jesus, amém.

  3. osvani disse:

    Muito diferente dos martires que iam à fogueira cantando, hoje, por uma simples perda de prova ficam nosso irmaos adventistas nomimais irados e proferem palavrões e blasfêmias, como Pedro negou a Cristo.

    O resultado, claro, é ironia mesmo daqueles que veem e ouvem o testemunho infiel, impaciente e incredulo de nossos irmaos.

    É, é na dificuldade que se peneira o cristao!

  4. Morethson disse:

    Se arrependimento matasse….
    Foi o pior sabado de nossas vidas….
    Foram tantos os transtornos que definitivamente não houve a guarda do sabado…
    A correria para chegar ao local de prova, o transito estressante…..não combinou com a calma e inspiração santificadora do santo sabado……
    Eu não via problema algum em ficar em uma sala aguardando o horario especial de provas, mas nada melhor que a experiência para aprendermos.
    Houve guarda do Sábado, mas não foi possivel haver a santificação, já que para santificar o sabado é necessario uma combinação de elementos que tornam o sabado um dia de refrigério espiritual e fisico.
    Perdemos uma excelente oportunidade de, ao negarmos realizar esse exame da forma que foi proposto, tornar nossa fé mais conhecida e exercer pressão sobre os organizadoresdo ENEM para que em 2010 programem um ENEM que permite-nos guardar e santificar o dia de Sabado junto com nossos irmãos e familia. Coisa que eu duvido muito que irá acontecer, pois se essa proposta de confinamento e horario especial foram aceitos oficialmente pela igreja, provalvelmente será a proposta para os proximos anos. Não condeno a organização por ter adotado oficialmente essa postura, pois quando decidi seguir a Cristo aprendi existem decisões que ninguem pode tomar por mim, a responsabilidade de ser fiel a Jesus é somente minha, mesmo que isso me traga transtornos e danos. Nossas Vidas são feitas de Acertos e erros. Já me derramei aos pés de Cristo com a sensação de te-lo vendido. Implorei seu perdão e renovei minha aliança de fidelidade na guarda santiifcada do Sabado do Senhor. Fidelidade ao cordeiro custe o que custar!

  5. Gnt meu caso foi paricidissimo com o de vcs, e tipo me disseram pra entrar com uma ação contra o inep, pra ver se eu poderia esta fazendo dia 05/01/2010 junto com os detentos, e tipo eu achei uma humilhação ta correndo de um lado autro pra ve se conseguia fazer a prova, e quando acho os coordenadores eles me disem q nao podem fazer nada…
    Graças a Deus eu tenho uma enorme paciencia e comfiança em Deus e sei q isso vai se resolver da melhor maneira possivel…

    E qualquer Solução q vcs obtiverem me comuniquem por favor…

  6. Jeysi disse:

    Concordo, que muitas vezes as pessoas não agem como adventistas. No entanto, dizer que ir ficar trancada numa sala, esperando dar o pôr-do-sol,significa que eu nao estava guardando o sábado. Queridos, provavelmente, vocês não estavam nas salas ouvindo insultos, e grosserias de alguns fiscais.
    Ficar calada, quando o coordenador do colegio marista, deseja uma pessima prova para voce. Ter um rapaz da secretaria, te olhando como se voce estivesse confrontando algo que ele estava dizendo, por simplesmente responder o que ele perguntava.
    Concordo tambem que ao falar palavras de baixo calao é rídiculo, e demonstra o despreparo das pessoas em situações como estas.

    O fato queridos, é que vocês não estavam lá para ver a forma como fomos tratados, fácil é falar quando não estamos vivenciando aquilo.
    Mas não diga, jamais que é errado eu ficar trancada numa sala, cantando hinos da igreja, pregando o evangélio aos fiscais que ficaram na sala. E se não fosse para EU estar lá tendo esse encontro com DEUS, eu não estaria lá, afinal, eu deposito a minha vida nas mãos dele, e se você que disse que era errado, concorda com a bíblia, sabes muito bem, que DEUS diz, que se ”estiverem 1 ou 2 em meu nome, lá estarei” ,portanto…

    Abraços.

  7. Será que essa garota adventista do sétimo dia não sabe que ficar confinada numa sala especial durante o sábado, esperando que o dia acabe para então correr atrás dos seus interesses mundanos é uma violação do sábado dos Dez Mandamentos?

    Disse o Todo-Poderoso: “Lembra-te do dia de sábado para santificá-lo. Trabalharás durante seis dias, e farás toda a tua obra. O sétimo dia, porém, é o sábado de Iahweh teu Deus. Não farás nenhum trabalho, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu escravo, nem tua escrava, nem teu animal, nem o estrangeiro que está em tuas portas. Porque em seis dias Iahweh fez o céu, a terra, o mar e tudo o que eles contêm, mas repousou no sétimo dia; por isso Iahweh abençoou o dia do sábado e o consagrou.” – Êxodo 20:8-11.

    Ops! Me desculpem sabatistas do pau oco, vocês tem razão, no mandamento de Deus não está especificado que explorar o trabalho de funcionários públicos – daqueles que têm que zelar pelo confinamento de vocês durante o Enem – é quebrar o santo dia do Senhor.

  8. Marcelo ....3Anjo.blogspot.com disse:

    Desculpas:

    “Eu aproveitei o “confinamento” para levar a palavra de Deus a outros”.

    Grande engano.

    Ninguém estava lá, no confinamento, reunido para louvar a Deus, e sim para se concentrarem para a realização do concuro. A prova, para alunos especiais, só ocorreu após o pôr do sol, porém os preparativos, a concentração aconteceram no Dia Santificado por Deus.
    As pessoas envolvidas nesse concurso, como os fiscais, estavam ali a trabalho, envoltos naquela atmosfera agitada, deslocada, barulhenta, típica desses eventos públicos.

    Em Mt 7:6 está escrito: Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem.

    Não dê as coisas santas aos que desprezam a Palavra de Deus.

    Não explica, tampouco justifica, “pregar” a Palavra de Deus, transgredindo a própria Palavra de Deus.

    É muito bonito observar comentários de estudantes arrependidos de terem participado do “confinamento” – que o Espírito Santo continue os iluminando.

    Agora, repito, a Direção da Igreja deve manisfestar-se publicamente, através dos meios de comunicação disponíveis, contrária à realização do Concurso aos Sábados e não defender o confinamento, ou diria o “PURGATÓRIO” (Doutrina de Homens). E orientar para que os estudantes não incorram no erro novamente, o que poderia ter sido evitado se assim já tivessem feito.

    Mt 15:8 ” Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de Mim.

    Fiquem com Deus.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s