Livro A História Secreta dos Papas confirma teologia adventista sobre a Besta

Os adventistas do sétimo dia há 160 anos identificam a primeira besta de apocalipse 13 com a Igreja Católica. Antes deles, pessoas como o físico Isaac Newton faziam o mesmo. As informações prestadas pelo apóstolo João são tão evidentes que não há margem para outra interpretação. A profecia diz que a Igreja teria poder por 42 meses, 3 tempos e meio ou 1260 dias/ anos o que se encerrou em 1798 com a Revolução Francesa (Apocalipse 13:5, Daniel 7:25).  Após este período, seus líderes perderiam o poder e seriam prisioneiros:

(Apocalipse 13:3) - E vi uma das suas cabeças como ferida de morte…

(Apocalipse 13:10) - Se alguém leva em cativeiro, em cativeiro irá; se alguém matar à espada, necessário é que à espada seja morto….

Isto se cumpriu no século 19 quando a Igreja foi subjugada pelos franceses e depois pelos italianos. Quando o livro A HISTÓRIA SECRETA DOS PAPAS  utiliza a expressão “os papas foram prisioneiros até 1929″ confirma as páginas da Bíblia e a teologia adventista sem ter esta intenção (Página 181, 207 e figura da 222).

About these ads
Esse post foi publicado em Primeira Besta: Papado e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Livro A História Secreta dos Papas confirma teologia adventista sobre a Besta

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s