As 7 Igrejas do Apocalipse

7igrejas

As 7 Igrejas do Apocalipse se encontram nos capítulos 2 e 3 do Livro. São uma profecia que demonstram as características, ou seja, qualidades e defeitos de 7 eras pelos quais passaria a Igreja Cristã, começando na era apostólica e culminando com a segunda vinda de Cristo. Como podemos ver no mapa acima as 7 Igrejas existiam realmente na época de João. O símbolo foi baseado em caracteristicas da realidade.

1- Éfeso (27 a aproximadamente 100 DC)

»APOCALIPSE [2]

1 Ao anjo da igreja em Éfeso escreve: Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete candeeiros de ouro:
2 Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua perseverança; sei que não podes suportar os maus, e que puseste à prova os que se dizem apóstolos e não o são, e os achaste mentirosos;
3 e tens perseverança e por amor do meu nome sofreste, e não desfaleceste.
4 Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.
5 Lembra-te, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres.
6 Tens, porém, isto, que aborreces as obras dos nicolaítas, as quais eu também aborreço.
7 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus

Éfeso significa desejável. Tal era a condição perante Deus da Igreja do primeiro período que se estende de 27 à 100 DC. Neste tempo a simplicidade e o fervor predominavam na Igreja. Os crentes de esforçavam para obedecer fielmente a Palavra de Deus. Em sua vida revelavam um firme e sincero amor a Cristo, eram zelosos de boas obras e pacientes nas tribulações que sofriam por amor á verdade. Eram dotados de um espírito missionário, pois faziam oi que estava a seu alcançe para levar as boas novas da salvação a todas as partes. Estima-se que 6 milhões de pessoas se converteram durante esta época.

Mas depois de algum tempo, o zelo dos crentes começou a esfriar, o amor a Deus e ao próximo a descrecer e a mornidão espiritual a penetrar na Igreja. Os velhos e fiés porta-estandartes da verdade

…tombavam nos seus postos e obreiros jovens os substituiam. Estes poré, cansados das mesmas velhas verdades, tantas vezes repetidas, procuraram introduzir novos pontos doutrinários, a mais agradáveis a muitas mentes, porém em desacordo com os princípios fundamentais do evangelho. os sofismas apresentados causavam confusão e contenda, e muitos eram desviados de olhar para Jesus como autor e consumador de sua fé, para se ocuparem com questões de somenos importância. Assim a piedade começou a descrecer entre os seguidores de Cristo.

Os NICOLAÍTAS era uma seita que se dizia cristã, mas que seus costumes eram contrários aos ensinos de Cristo e dos apóstolos. (Exemplo: poligamia).

2- Esmirna (100 a 323 DC)

Apoc 2:8

Ao anjo da igreja em Esmirna escreve: Isto diz o primeiro e o último, que foi morto e reviveu:
9 Conheço a tua tribulação e a tua pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que dizem ser judeus, e não o são, porém são sinagoga de Satanás.
10 Não temas o que hás de padecer. Eis que o Diabo está para lançar alguns de vós na prisão, para que sejais provados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida.
11 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. O que vencer, de modo algum sofrerá o dado da segunda morte.

Esmirna significa MIRRA, PERFUME SUAVE, qualificação apropriada para a Igreja que viveu neste período. Pela perseguição, os crentes eram torturados como a mirra, ato este que equivalia, espiritualmente, à oferta de incenso.

Até perto do fim do período de Éfeso, eram mormente os judeus que perseguiam os cristãos. Mas agora, diante do progresso do evangelho, as perseguições romanas suplantaram as judaicas. A autoridade imperial mandou cricificá-los, queimá-los vivos ou lançá-los as feras dos anfiteatros. Como os servos de Deus de outrora, “muitos foram torturados…e outros experimentaram escárnios e açoites, e ainda cadeias e prisões. Foram apedrejados e tentados; foram serrados ao meio; morreram ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, aflitos e maltratados (dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos e montes, e pelas covas e cavernas da terra”. (Hebreus 11:36-38)

O Período de esmirna é o período do martírio. Justino Mártir, com seis outros cristãos, foi açoitado e decapitado (165 DC). As catacumbas, sob as colinas, fora da cidade de Roma, serviram de refúgio aos inúmeros cristãos.

Satanás não podendo destruir a Cristo, concentrou todo o peso de suas hostes sobre a Igreja. Mas a implacável furia de suas investidas era debalde, pois quanto maior o número de trucidados pela sua fé, era maior o número de novos conversos. O sangue dos mártires era igual semente que, quanto mais se derramava, mais brotava. Satanás viu que seus esforços apenas traziam resultados contraproducentes.

A “tribulação de 10 dias” refere-se aos 10 anos de perseguição, de 302 a 312 sobre o governo de Diocleciano (profeticamente 1 dia, vale 1 ano. Veja Números 14:34 e Ezequiel 4:6).


3- Pérgamo (323 a 538)

Apoc 2:12

Ao anjo da igreja em Pérgamo escreve: Isto diz aquele que tem a espada aguda de dois gumes:
13 Sei onde habitas, que é onde está o trono de Satanás; mas reténs o meu nome e não negaste a minha fé, mesmo nos dias de Antipas, minha fiel testemunha, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita.
14 entretanto, algumas coisas tenho contra ti; porque tens aí os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, introduzindo-os a comerem das coisas sacrificadas a ídolos e a se prostituírem.
15 Assim tens também alguns que de igual modo seguem a doutrina dos nicolaítas.
16 Arrepende-te, pois; ou se não, virei a ti em breve, e contra eles batalharei com a espada da minha boca.
17 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao que vencer darei do maná escondido, e lhe darei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.

Pérgamo quer dizer ELEVAÇÃO. É o período em que a Igreja se uniu ao Estado, crescendo em número de adeptos semi-convertidos, em popularidade, em pompa etc…

Vendo Satanás baldados todos os seus esforços para destruir a Igreja pela fúria de sua perseguição, resolveu lançar mão de um método bem mais perigoso: a apostasia, ou seja, o desvio da doutrina original, constante da palavra de Deus: a Bíblia Sagrada.

O SENHOR acusou esta Igreja se sustentar a doutrina de Balaão. Balaão sabia que Israel era o povo de Deus e este conhecimento o fez responsável. De acordo com o costume das nações pagãs, ele fora chamado para amaldiçoar Israel. Se bem que ele soubesse o que era certo, errou em não recusar imediatamente o pedido, mas pediu a Deus que lhe mostrasse o que devia fazer- se devia ou não ir com os mensageiros de Balaque. Mediante lisonjas e promessas de recompensa o inimigo foi bem sucedido em entorpecer o juízo de Balaão. Ele não desejava ofender a Deus, nem por outro lado, os inimigos declarados de Deus. O Senhor declarou que não devia ir com eles e nem amaldiçoar o povo que a quem havia abençoado.

Evidentemente Balaão ficou desapontado com esta resposta e expressou seu pesar aos servos de Balaque. O Senhor permitiu que esta prova se repetisse. Ele poderia dizer que não estava disposto a fazer tal obra de traição. Ao invés disso apresentou o assunto novamente ao Senhor, para uma descisão. Os inimigos continuaram a insistir e o Senhor cumpriu o desejo de Balaão, mas isso o levou a perdição. O mesmo espírito prevaleceu na Igreja de Pérgamo. A Igreja adotou uma religião formal, que mostrava simpatia pelos pagãos semi-convertidos do que para aqueles que eram fieis aos princípios.

Como Balaão se seduziu pelo dinheiro e ensinou os moabitas a porem tropeços perante os filhos de Israel (contrataram prostitutas), agora os dirigentes das igrejas colocaram tropeços perante os cristãos: a simpatia e o apoio dos Imperadores, a popularidade, a proesperidade mundana, a multiplicação de belos templos etc.

A Igreja viu a sua frente a oportunidade de atrair os pagãos do Império, mas isso não seria fácil se fossem mantidos os princípios bíblicos. os que vinham crus do paganismo, eram batizados e admitidos na Igreja sem um novo nascimento, uma regeração de vida e princípios. O que mudava era somente a profissão de fé e não fazer o HOMEM UMA NOVA CRIATURA (Galátas 6:15)

Para atrair os pagãos, os chefes das igrejas adaptaram várias cerimônias e crenças pagãs ao cristianismo. A palavra de Deus foi soterrada por uma tonelada de práticas e superstições pagãs.

Enumeramos abaixo as inovações que entraram na Igreja:

252- Surgiu o Batismo Infantil, ignorando o testemunho das escrituras de que é necessário a fé em Cristo e o arrependimento dos pecados para o batismo (Atos 8:36-37 e 2:37,38)

300- Imagens de Escultura: Por volta do ano 300 imagens foram colocadas nas igrejas apenas como adorno. Em 787 o II Concílio de Nicéia deu-lhe a sanção. A idolatria fora institucionalizada. A doutrina da imortalidade da alma, vinda dos gregos, favoreceu a idéia de que os santos estão vivos nos céus e recebem orações. Uma violação clara do segundo mandamento (Exodo 20:4-6) e da doutrina cristã da ressurreição que ocorreria apenas na segunda vinda (I Tessalonicesnes 4:13-18) e nunca após a morte.

7 de Março de 321- Decreto Dominical: Promulgado pelo Imperador Constantino o Decreto Dominical. Derrubou por terra o 4° mandamento da lei de Deus (Exodo 20:8-11). Os cristãos fiéis passaram a ser perseguidos.

400- Orações pelos Mortos: prática abominável conforme as sagradas escrituras (Deuteronômio 18:11, Isaias 8:19-20)

Ordem do Dia: alterada do bíblico por do sol (Marcos 1:32, 16:1,2) para a meia noite (contagem romana)

Com a união da Igreja/ Estado o Bispo de Roma passou a governar a Igreja Cristã. Ao conjunto de Fiéis contrários a autoridade papal, a profecia chama se ANTIPAS, que se traduz por “oposto ao papa”:

Sei onde habitas, que é onde está o trono de Satanás; mas reténs o meu nome e não negaste a minha fé, mesmo nos dias de Antipas, minha fiel testemunha, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita.

De acordo com Apocalipse 17:9 a Besta está sentada sobre 7 montes. A cidade de 7 montes, onde satanás habita, é Roma.


4- Tiatira (538-1517)

Apoc 2:18

Ao anjo da igreja em Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem os olhos como chama de fogo, e os pés semelhantes a latão reluzente:
19 Conheço as tuas obras, e o teu amor, e a tua fé, e o teu serviço, e a tua perseverança, e sei que as tuas últimas obras são mais numerosas que as primeiras.
20 Mas tenho contra ti que toleras a mulher Jezabel, que se diz profetisa; ela ensina e seduz os meus servos a se prostituírem e a comerem das coisas sacrificadas a ídolos;
21 e dei-lhe tempo para que se arrependesse; e ela não quer arrepender-se da sua prostituição.
22 Eis que a lanço num leito de dores, e numa grande tribulação os que cometem adultério com ela, se não se arrependerem das obras dela;
23 e ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que esquadrinha os rins e os corações; e darei a cada um de vós segundo as suas obras.
24 Digo-vos, porém, a vós os demais que estão em Tiatira, a todos quantos não têm esta doutrina, e não conhecem as chamadas profundezas de Satanás, que outra carga vos não porei;
25 mas o que tendes, retende-o até que eu venha.
26 Ao que vencer, e ao que guardar as minhas obras até o fim, eu lhe darei autoridade sobre as nações,
27 e com vara de ferro as regerá, quebrando-as do modo como são quebrados os vasos do oleiro, assim como eu recebi autoridade de meu Pai;
28 também lhe darei a estrela da manhã.

Tiatira significa SACRIFÍCIO DE CONTRIÇÃO. É o período da tenebrosa Idade Média e se estende até o amanhecer da Reforma. Em 538 o Imperador Justiniano reconhece oficialmenteo bispo de Roma como o cabeça das Igrejas cristãs. Os cristãos fiéis enfrentaram um dilema: manter à sua Fé pura, baseada na palavra de Deus e ser perseguido pela Igreja ou anuir as inovações heréticas do papismo e ser lançado nas masmorras. Vejamos algumas citações eclesiásticas da Idade Média que demonstram a cruel perseguição aos filhos de Deus.

Disse Gregório I, Papa de Roma (590-604): “Cidadãos romanos: Chegou a meu conhecimento que certos homens de espírito perverso têm disseminado entre vós coisas depravadas e contrárias à fé cristã, proibindo que nada seja feito no dia de sábado. Como eu deveria chamá-los senão de pregadores do anticristo?”

O papa Nicolau I, no nono século, enviou ao príncipe governante da Bulgária um extenso documento dizendo que se devia cessar o trabalho no domingo, mas não no sábado. O líder da Igreja Grega, ofendido pela interferência do papado, declarou o papa excomungado.” B. G. Wilkinson, Ph.D., The Truth Triumphant, pág. 232

Contra os observadores do sábado, Concílio de Toulouse, 1229: Canon 3: Os senhores dos diversos distritos devem procurar diligentemente as vilas, casas e matas, para destruir os lugares que servem de refúgio. Canon 4: Aos leigos não é permitido adquirir os livros tanto do Antigo quanto do Novo Testamentos.” Hefele

Concílio Católico :Bergen, Noruega, em 1435: “Estamos cientes de que algumas pessoas em diferentes partes de nosso reino adotam e observam o sábado. A todos é terminantemente proibido – no cânon da santa igreja – observar dias santos, exceto os que o papa, arcebispos e bispos ordenam. A observância do sábado não deve ser permitida, sob nenhuma circunstância, de agora em diante, além do que o cânon da igreja ordena. Assim, aconselhamos a todos os amigos de Deus na Noruega que desejam ser obedientes à santa igreja, a deixar de lado a observância do sábado”

Podemos citar o ano de entrada de mais práticas pagãs na Igreja:

1125: Doutrina da Imaculada Conceição: surgem as primeiras idéias desta doutrina, que nega o principio bíblico de que todos, exceto Cristo, pecaram. (Romanos 3:23; 5:12 e Hebreus 9:28). Em 1854 o papa Pio IX oficializa a doutrina de que Maria nunca pecou.

1208-1214; Instituição do Rosário por São Domingos. Quebra o principio bíblico de que ao orarmos não devemos usar de vãs repetições (Mateus 6:7.8)

1233- Santa Inquisição: ficou em vigor até o século XVIII causando horrores principalmente no Peru e na Espanha.

1870 Infabilidade Papal: afirma que os papas jamais erraram em questão de doutrina, apesar de séculos de oposição dos que seguem a Bíblia.

Tiatira = Jezabel

A igreja de Tiatira é acusada de tolerar atos de Jezabel que foi uma rainha idólatra e prostituta ( 1 Reis 18-21). No Apocalipse esta mulher é mencionada em sentido figurado.

1- Biblicamente uma mulher casta simboliza a verdadeira Igreja (2 Co 11:2, Efésios 5:24-32)

2- Uma prostituta simboliza uma Igreja apostatada (Ezequiel capítulos 16 e 23 e Apocalipse capítulos 17 e 18)

Assim Jezabel simboliza a esposa de Cristo que se tornou meretriz pela violação dos principios do Reino de Deus. Declara a profecia que ela ensinava o povo a praticar prostituição e comer de sacrificios de idolatria. Os valdenses, fiéis a Palavra de Deus declararam:

“Os simbolos dos sacramentos não somos nós que damos ao povo, mas sim os discípulos do anticristo. Ensinamos os significados espirituais dessas coisas…não ponham sua confiança em atos cerimoniais”

Chegamos por fim ao Século 16, onde a Reforma abriu um novo período na história da Igreja cristã.

5- Sardo ou Sardes (1517-1833) – Segundo alguns autores vai de 1798 à 1833.

»APOCALIPSE [3]
1 Ao anjo da igreja em Sardes escreve: Isto diz aquele que tem os sete espíritos de Deus, e as estrelas: Conheço as tuas obras; tens nome de que vives, e estás morto.
2 Sê vigilante, e confirma o restante, que estava para morrer; porque não tenho achado as tuas obras perfeitas diante do meu Deus.
3 Lembra-te, portanto, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. Pois se não vigiares, virei como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.
4 Mas também tens em Sardes algumas pessoas que não contaminaram as suas vestes e comigo andarão vestidas de branco, porquanto são dignas.
5 O que vencer será assim vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; antes confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
6 Quem tem ouvidos, ouça o que o espírito diz às igrejas.

………………………………..

Sardo significa O QUE RESTA. A Igreja deste período é formada pelas Igrejas Reformadas. O Senhor abençoou suas testemunhas de forma que puderam começar traduzir e distribuir a palavra de Deus para muitas línguas. A Reforma deu ao mundo a Bíblia como unica regra de fé, um salvador crucificado como a ùnica justificação do crente, e um salvador ressuscitado como único cabeça da Igreja. O segundo mandamento (Exodo 20:4-6) foi restaurado nas Igrejas de Deus e a idolatria estirpada. Mas não tardou ao vir o esfriamento espiritual. O zelo, a devoção e a simplicidade foram substituídas pelos formalismo e o luxo. O mundanismo entrou na Igreja e os professos seguidores de Cristo caíram numa condição de morte espiritual: “tens nome de que vives, e estás morto” é a censura que o Senhor faz a Igreja reformada.

Durante este período foram mortos os últimos mártires: “Sê vigilante, e confirma o restante, que estava para morrer”. O iluminismo trouxe a democracia em várias regiões do mundo e o fim da Inquisição Romana.


6- Filadéfia (1833-1844) ou segundo alguns autores 1798/1844

* a Teoria cada mais aceita pelos estudiosos é que Filadélfia não termina em 1844 mas avança até a segunda vinda. Os que se convertem de LAODICÉIA, viram Filadéfia.

Apoc 3:7

Ao anjo da igreja em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre:
8 Conheço as tuas obras (eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta, que ninguém pode fechar), que tens pouca força, entretanto guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome.
9 Eis que farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não o são, mas mentem, eis que farei que venham, e adorem prostrados aos teus pés, e saibam que eu te amo.
10 Porquanto guardaste a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei da hora da provação que há de vir sobre o mundo inteiro, para pôr à prova os que habitam sobre a terra.
11 Venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.
12 A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, donde jamais sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, da parte do meu Deus, e também o meu novo nome.
13 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.

.

Filadélfia significa AMOR FRATERNAL ou o retorno ao PRIMEIRO AMOR. Era esta a condição dos que receberam a mensagem MILLERIRA de que a segunda vinda estava próxima. 1 Milhão de pessoas nos EUA creram na mensagem de que Jesus voltaria em 1844. No entanto houve uma decepção. Foi descoberto que 1844 marcava não a segunda vinda, mas o inicio do JULGAMENTO NO CÉU. Desde então as Profecias de Daniel e Apocalipse foram 99% desvendadas. Para estudá-las clique nos Links abaixo:



Com o estudo das profecias se descobriu que a mensagem da proximidade da segunda vinda deveria ir a todo mundo:

Apoc 10:11 e 7: Então me disseram: Importa que profetizes outra vez a muitos povos, e nações, e línguas, e reis. mas que nos dias da voz do sétimo anjo, quando este estivesse para tocar a trombeta, se cumpriria o mistério de Deus, como anunciou aos seus servos, os profetas.

Qual o mistério de Deus?

Mateus 24:14 E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.

Apenas nos dias da SÉTIMA IGREJA, SETIMA TROMBETA E SEXTO SELO, o evangelho iria a todo o mundo e Jesus voltaria.

A sexta Igreja afirma que os fiéis de Deus serão guardados da “provação que virá sobre o mundo todo”. Por isso acredita-se que esta Igreja avança até a segunda vinda. Ser guardado da grande provação é uma característica dos que vivem na última geração (Salmo 91)

O dever dos filadelfianos é denunciar Babilônia (as Igrejas Caídas) e mandar o povo de Deus sair delas (Apoc 18:4).

7- Laodicéia (1844 Até a Segunda Vinda)

Apoc 3:14

Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:
15 Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; oxalá foras frio ou quente!
16 Assim, porque és morno, e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca.
17 Porquanto dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um coitado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;
18 aconselho-te que de mim compres ouro refinado no fogo, para que te enriqueças; e vestes brancas, para que te vistas, e não seja manifesta a vergonha da tua nudez; e colírio, a fim de ungires os teus olhos, para que vejas.
19 Eu repreendo e castigo a todos quantos amo: sê pois zeloso, e arrepende-te.
20 Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.

Laodicéia significa JULGAMENTO DO POVO. De acordo com a profecia de Daniel (8:14) o julgamento da humanidade começou no Céu em 1844. Com seu término Jesus deixará de ser nosso advogado e retornará nas nuvens do céu como Juiz do mundo.
Laodicéia coincide com a proclamação do que é a Marca da Besta (Apoc 13:11-17). O povo de Deus ouve esta mensagem e se converte, não recebendo a marca da Besta e se desligando de Babilonia a grande (Apoc 17:9) que está fundada em Roma. No entanto a profecia indica que Babilonia tem filhas (Apoc 17:5), ou seja, Igrejas que se desligaram dela, mas se prostituíram. Assim, no período de Laodicéia as Igrejas Reformadas também caíram em apostasia. O povo de Deus deve sair rapidamente delas para não receber as pragas (Apoc 18:4).

Existem 2 teologias sobre Laodicéia:

1- A primeira afirma que ela se converte e é salva.
2- A segunda afirma que ela é vomitada.

A mais aceita ultimamente é a segunda teoria. Laodicéia é vomitada e os convertidos se tornam FILADELFIANOS e são salvos na segunda vinda.

Assim a Igreja de Filadélfia juntamente com Laodicéia testemunha a segunda vinda. Laodicéia é destruída e Filadéfila é levada aos céus perante os olhos do mundo todo. Neste período se cumpre as palavras de Paulo:

O DESTINO DOS CRISTÃOS:

I TESSALONICESNES 4:15 Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que já dormem.
16 Porque

o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
17 Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles,
nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.


O DESTINO DOS IMPIOS:

JEREMIAS 25:30 Tu pois lhes profetizarás todas estas palavras, e lhes dirás: O Senhor desde o alto bramirá, e fará ouvir a sua voz desde a sua santa morada; bramirá fortemente contra a sua habitação; dará brados, como os que pisam as uvas, contra todos os moradores da terra.
31 Chegará o estrondo até a extremidade da terra, porque o Senhor tem contenda com as nações, entrará em juízo com toda a carne; quanto aos ímpios, ele os entregará a espada, diz o Senhor.
32 Assim diz o Senhor dos exércitos: Eis que o mal passa de nação para nação, e grande tempestade se levantará dos confins da terra.
33 E os mortos do Senhor naquele dia se encontrarão desde uma extremidade da terra até a outra; não serão pranteados, nem recolhidos, nem sepultados; mas serão como esterco sobre a superfície da terra.
34 Uivai, pastores, e clamai; e revolvei-vos na cinza, vós que sois os principais do rebanho; pois já se cumpriram os vossos dias para serdes mortos, e eu vos despedaçarei, e vós então caireis como carneiros escolhidos.

Na segunda vinda os Cristãos verdadeiros recebem a IMORTALIDADE e os impios a pena de morte.

______________________________________________________________________________________

1- Referência Principal da pesquisa: Livro Um Novo Mundo de Alfons Balbach, 29° edição. 1998. Capítulo 7: os 7 Castiçais páginas 76-109.
2- Estudo Biblico do Apocalipse

Esse post foi publicado em Profecias e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para As 7 Igrejas do Apocalipse

  1. Pingback: Estudo Completo das Profecias Bíblicas « Adventismo em Foco

  2. William Timm disse:

    Essa teoria aê de quem é da Laudicéia após ser convertido vira Filadelfia não é a mais famosa. Para inicio de conversa isso não faz sentido. Caso fosse verdade não haveria uma recompensa para os que se salvarem na igreja de Laudicéia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s