Opinião: A Guerra entre Israelenses e Palestinos

Essa é uma pergunta que vários já me fizeram. E a resposta é fácil: não é mais profética que qualquer outra guerra nesse mundo cada vez mais tenso e violento. Mas existe um ingrediente particular e que chama atenção: trata-se de uma guerra entre a nação de Israel e o povo palestino. Israel foi o povo de DEUS, mas no ano 34 de nossa era, rejeitou em definitivo ser povo de DEUS. E os palestinos são descendentes de Ismael, outro filho de Abraão.

Nos tempos de Abraão, DEUS havia dado aquela terra aos descendentes do primeiro profeta, o pai da fé, homem escolhido por DEUS para dele fazer uma nação peculiar, um povo que devesse ser uma bênção para as demais nações. DEUS iria tirar da Terra de Canaã, hoje a palestina, o povo que lá habitava, pois estavam se tornando tão iníquos que teriam que ser dominados e destruídos. Não haveria mais outra alternativa. E o povo que deveria sair de lá não eram os palestinos, e sim, os cananeus. Naqueles tempos nem mesmo havia povo palestino, descendente de Ismael. Os palestinos DEUS nunca condenou como fez com os antigos cananeus.

O povo que DEUS iria formar a partir de Abraão e seus descendentes deveria ocupar aquela terra e conquistar as demais nações do mundo. Conquistar como? Não pela força militar, mas pela demonstração em forma de testemunho de como é superior servir ao DEUS verdadeiro. Eram para ser os grandes missionários do planeta. Não deveriam destruir as demais nações, nem conquistá-las militarmente, mas deveriam convertê-las a DEUS pelo seu exemplo de fidelidade e pelos resultados práticos dessa fidelidade. Os demais povos deveriam ver no DEUS de Israel um DEUS superior aos seus deuses.

E os palestinos, são atualmente povo que deve ser destruído pelos israelitas, como os antigos cananeus? E os israelitas, ainda são povo de DEUS, para que tenha o direito àquela terra, por mandato de DEUS? Nenhuma e nem outra coisa. Os palestinos são descendentes de Ismael, e nunca foram iníquos para que fossem destruídos como aqueles cananeus, e os de Sodoma e Gomorra. Aqueles eram povos muito cruéis, e desenvolveram uma tradição mística em que chegavam oferecer seus filhos no fogo e ferro quente a seus deuses. Eles tornaram-se tão imorais que chegaram a desejar fazer sexo com anjos.

Hoje Israel não é mais povo de DEUS. E por terem-se espalhado pelo mundo nas diversas diásporas, tendo desocupado aquela terra, a cederam aos palestinos. Portanto, por razões históricas, como povo não tem mais direito àquela terra que o tem os palestinos.

E nem os palestinos devem ser destruídos. Hoje, eles precisam se entender e conviver pacificamente. A terra deve poder acolher os dois povos. Um precisa aceitar o outro, ou jamais viverão em paz.

A guerra que agora acontece entre esses dois povos não é mais profética quanto a Bíblia refere em Mateus 24:6 e 7, quando diz que desde aquelas palavras de JESUS com os seus discípulos até o fim “haverá guerras e rumores de guerra” e que “se levantará nação contra nação”. Daniel (cap. 9:26) diz que “até o fim haverá guerra”, o que sugere que quanto mais para o final mais guerras haverá e mais cruéis elas serão. Esse é o contexto em que está mais essa guerra entre Israel e os palestinos. Ou seja, nesse caso, nada de especial quanto a ser algum indicativo da proximidade ou não da volta de JESUS. É uma guerra comum entre dois povos como outros povos quaisquer, sendo que um desses povos há quase dois mil anos atrás era o povo de DEUS. Era, mas não para fazer o que fez naqueles tempos, nem para fazer o que está fazendo em nossos dias. Hoje Israel não possui mais nenhum favor especial por parte de DEUS, só os seus cidadãos tem as mesmas chances de se salvarem para a vida eterna quanto os palestinos, e cidadãos de qualquer outra nação.

Fonte – Cristo Voltará

OBS: Adoro os escritos do Sikberto Marks, mas não concordo com esta opinião dele. Creio que a guerra em Israel levará ao desfecho final de Daniel 11:40-45 e creio que também tem haver com a opinião de Jesus de que “Jerusalém será pisada pelos gentios até que o tempo dos gentios se complete” (Lucas 21:24). Creio que os judeus expulsam completamente os árabes de Jerusalém inaugurando o tempo de angústia descrito por Ellen White, na qual as nações entram em guerra quando os 4 ventos são soltos pelos 4 anjos. Obviamente isso tudo se dá na última geração ( e não neste evento atual).

Esse post foi publicado em Profecias e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Opinião: A Guerra entre Israelenses e Palestinos

  1. EDSON disse:

    sem comentarios,seu blog esta fora do contexto biblico,ate os arabes tem o teu pensamento,nao entendem nada.Voce precisa entender a parabola da figueira,que e a unica que aponta com precisao esses eventos atuais.

  2. SUANY MOURA DA SILVA disse:

    CONCORDO PLENAMENTE COM O QUE O EDSON FALOU! ME DESCULPE,MAS CADA UM TEM SUA OPINIÃO!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s