Ficção Ensina que Espiritismo e Islamismo são boas religiões

Em Malhação chega o dia do casamento de Bruno (Caio Castro) e Samira (Thais Botelho). Logo após se converter à religião muçulmana, o rapaz pede a Jamal (Antonio Karnewale) para se casar com a namorada. Satisfeito com a postura do jovem e certo de que os sentimentos que ele nutre por sua filha são verdadeiros, o pai permite a união. Cena prevista para ir ao ar terça (20/4/2010).

Novela com temática espírita

As forças ocultas que comandam a Rede Globo parecem ter um pensamento bem criterioso e racional. Fazem novelas espíritas há decadas, sendo consideravelmente fiéis a doutrina dessa religião. Podemos citar o sucesso A Viagem (a antiga e o remake) e agora Escrito nas Estrelas.

Da mesma maneira a Rede Globo exalta o paganismo hindu (Caminho das Índias) e o estilo de vida árabe (novela O Clone) como coisas que deveriam ser desejadas pelos ocidentais. A questão curiosa é: porque os ocidentais desejariam regressar mil anos no passado, se a maioria dos paises islâmicos não são democracias?

A idolatria, tão condenada pela Bíblia, é exaltada em novelas como A Padroeira. Enquanto as doutrinas não bíblicas são transformadas em novelas, as doutrinas bíblicas, defendidas pelo protestantismo histórico e os adventistas do sétimo dia são deixados em segundo plano. Ou ridicularizados como acontecem em algumas novelas.

Em Malhação é simples um rapaz se converter ao Islamismo. Na vida real alguem citaria a Bíblia para ele:

(João 3:36) –  Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece.

Todo mundo sabe que os Islâmicos creem que Jesus era mero profeta, inferior a Maomé e não o Divino Filho de Deus, que criou a Terra e o Universo:

(João 1:10) – Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu.

Mas as novelas são romances que fogem da vida real. Ilusões  que cativam o público e criam moda. Mesmo assim, quantos não se converteram ao Islã após a novela O Clone? Talvez poucos, mas o suficiente para condoer o coração de Deus por terem rejeitado Seu Filho Incriado.

A dúvida que o espiritismo, budismo, islamismo, judaísmo moderno e demais religiões pagãs levantam, é a mesma que o Príncipe dessa Terra (João 12:31) levantou no deserto palestino:

(Mateus 4:6) – E [Satanás] disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te de aqui abaixo; porque está escrito: Que aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces em alguma pedra.

E a mesma dúvida que um dos ladrões que foram crucificados juntamente com Jesus repetiu:

(Mateus 27:40) –  […]  Se és Filho de Deus, desce da cruz.

Malhação, O Clone, Caminho das Índias todas dizem que ‘não é importante o Filho de Deus. Vamos seguir as filosofias orientais e sermos felizes’. Mas a Bíblia diz que cedo ou tarde a Ira do Pai cairá sobre nós!

(I João 5:12) –  Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida.

Esse post foi publicado em Artigos Adventistas, Espiritismo e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s