Impacto Esperança Reuniu 45 mil pessoas em Porto Alegre

O Anfiteatro Pôr do Sol, às margens do Rio Guaíba, em Porto Alegre, foi palco do maior evento da história da Igreja Adventista no Rio Grande do Sul. A Brigada Militar estimou o público em 45 mil pessoas. Na opinião dos responsáveis pelo Anfiteatro, foi o evento realizado no local que conseguiu manter o maior número de pessoas até o final do programa.

O sábado, 15 de maio, foi de sol em Porto Alegre, depois de uma semana de chuva intensa e contínua na região. A multidão acompanhou as apresentações do quarteto Arautos do Rei e do conferencista internacional Alejandro Bullón. “É um privilégio para mim participar de um projeto como este, que mostra a Igreja Adventista para a comunidade”, afirma Bullón.

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, uma das autoridades políticas presentes, elogiou a preocupação da Igreja Adventista com os projetos sociais e com a espiritualidade das pessoas. “A Igreja Adventista continua com seu trabalho de solidariedade. Uma solidariedade muito concreta na vida das pessoas. Essas campanhas, como a do fim da violência contra a mulher, é um exemplo claro disso. Ao mesmo tempo a Igreja Adventista se preocupa com a espiritualidade, o que é fundamental porque nada adiantaria construirmos uma sociedade com bens materiais, onde as pessoas pudessem ter melhor relação entre si, se a palavra de Deus não estivesse presente no seu seio a cada momento”, enfatiza Fortunati.

Outras autoridades civis e eclesiásticas também marcaram presença. Entre elas, o presidente da Igreja Adventista na região Sul do Brasil, pastor Marlinton Lopes, e o diretor-financeiro da sede da Igreja na mesma região, Davi Contri.

O Impacto Esperança também provocou na capital gaúcha um impacto social. Durante todo o dia, a Igreja Adventista realizou projetos solidários em diferentes áreas. O grupo Galera da Medula cadastrou 900 doadores em potencial de medula óssea. Outra iniciativa foi a campanha End It Now (na tradução para o português Acabe Com Isso Agora). A coleta reuniu 1.100 assinaturas de pessoas que apóiam o fim da violência contra a mulher, montante que será agregado às de outros 200 países e encaminhado para a ONU.

A educação adventista também imprimiu a sua preocupação social mediante uma campanha de distribuição de 25 mil kits com sementes de crotalária, planta que auxilia no processo de controle natural do mosquito transmissor da dengue.

Ademais, uma arrecadação de alimentos da Adra (Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais) alcançou 1,5 tonelada de alimentos, que foram repassados para duas entidades sociais gaúchas que sobrevivem de doações: o Asilo Padre Cacique e o Lar Santo Antônio dos Excepcionais.

Da mesma forma, outros departamentos da Igreja Adventista, também estiveram abertos para visitação, a exemplo do setor de Publicações (com o projeto Sonhando Alto), Ministério da Criança e do Ministério Pessoal, que ofereceu cursos bíblicos gratuitos.

Quem passou pelo local também teve acesso a outros serviços gratuitos, como testes de glicemia, verificação de pressão, além de orientações sobre alimentação saudável.

Esse post foi publicado em Impacto Esperança 2010 e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s