A Crise na Grécia, Portugal, Irlanda e Daniel capítulo 2

No capítulo 2 do livro de Daniel ficamos sabendo que 4 grandes reinos surgiriam no mundo até Deus estabelecer seu reino eterno. O primeiro era feito de ouro. O segundo de prata. O terceiro de bronze. O quarto de ferro. E do quarto reino surgiriam 10 que seriam mais fracos ainda: ferro e barro!

Conforme estudamos no power point A PROFECIA DAS NAÇÕES, vemos que os Reinos são respectivamente BABILÔNIA, MEDO-PERSA, IMPÉRIO GREGO E IMPÉRIO ROMANO. A divisão em muitas partes se refere a queda do Império Romano e o surgimento da Europa.

Sobre a Europa a profecia continua dizendo:

(Daniel 2:41-45) – E, quanto ao que viste dos pés e dos dedos, em parte de barro de oleiro, e em parte de ferro, isso será um reino dividido; contudo haverá nele alguma coisa da firmeza do ferro, pois viste o ferro misturado com barro de lodo.  E como os dedos dos pés eram em parte de ferro e em parte de barro, assim por uma parte o reino será forte, e por outra será frágil. Quanto ao que viste do ferro misturado com barro de lodo, misturar-se-ão com semente humana, mas não se ligarão um ao outro, assim como o ferro não se mistura com o barro. Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre...

No século 19 esta profecia foi muito debatida no meio adventista. A Europa tentaria se unir mas jamais conseguiria ser uma coisa só. “Como o ferro e o barro não se misturam, não se ligarão um ao outro” diz o profeta Daniel. No século 20 vimos o surgimento da UNIÃO EUROPÉIA, do EURO e floresceram as dúvidas de muitos cristãos sobre a profecia.

Na recente crise grega, portuguesa e irlandesa vemos que a profecia de Daniel 2 continua imbatível. Eles não conseguirão uma união completa porque há “partes fracas” e “partes fortes” entre os reinos. De fato temos países fortes (Inglaterra, Alemanha) e fracos (Portugal, Romênia, Grécia).

Alguns entendem que 15 dias antes da volta de Jesus eles conseguirão se unir. Mas esta exceção não será extensamente comentada para não  prejudicar a visão dos leigos no assunto. Basta saber que isso ocorrerá durante os eventos finais e numa situação calamitosa. 15 dias é a exceção. A regra é Daniel 2. A Europa Forte está fadada ao fracasso.

Esse post foi publicado em Apocalipse e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s