Jornal WASHINGTON POST afirma que Hospitais adventistas permitem Abortos

Fonte: Jornal Washington Post

Imagem real de aborto:

Cristãos de todas as denominações estão se reunindo no National Mall de hoje para protestar contra o 38 º aniversário de Roe v. Wade, de 1973, decisão da Suprema Corte que legalizou o aborto em todo o país. Mas uma denominação que pode ser escassamente representada é dos Adventistas do Sétimo cuja  rede mundial de 170 hospitais permite abortos eletivos.

Esta posição foi revelada na semana passada quando os reguladores do estado de Maryland deu a Holy Cross Hospital, uma instituição católica, a permissão para construir um hospital no norte do condado de Montgomery , perdendo a proposta dos adventistas do sétimo, que também queria mconstruir um hospital na região. O Holy Cross Hospital não permite o aborto.

Os adventistas se assemelham a muitas denominações protestantes conservadores que acreditam na Escritura divinamente inspirada, seis dias da Criação, a justificação pela fé e pelo batismo por imersão.

Seus ritos distintos incluem adorar no sábado, o sétimo dia da semana ao invés de domingo, uma ênfase sobre a Segunda Vinda de Cristo e uma ênfase nas  leis dietéticas judaicas sobre a abstinência de carne de porco, mariscos e outros alimentos proibidos tidos como “impuros”, em o Antigo Testamento. A denominação é conhecida por sua ênfase na saúde. O álcool eo tabaco são proibidos e muitos adventistas são vegetarianos.

Mas a denominação pode ser o único grupo de conservadores protestantes, que permite abortos eletivos. Muitos de seus próprios membros, não sabia que a sua rede de hospitais em todo o mundo realizaram o procedimento, que tem sido bastante discutido na página do Facebook Adventistas para a Vida (Adventists for life) . Uma série de participantes do fórum ficaram chocados ao saber a posição da denominação.

“Não posso pertencer a uma organização que defende o aborto”, escreveram em um post. “Eu acredito em Cristo, meu Salvador, o sábado e etc eu acredito em Irmã White também”, referindo-se Ellen G. White, um dos fundadores reverenciados da denominação.

Outro post, disse que os adventistas se opuseram ao aborto até 1970.  Ou seja, quando houve no Havaí a legalização do aborto, o Castelo Memorial Hospital, uma instituição adventista em Kailua, no Havaí, o post diz, foi pressionado por seus próprios médicos, e os doadores, para começar a oferecer o aborto.  Na época, os dirigentes adventistas em Washington indicaram que não se opuseram ao processo e, portanto, mais hospitais adventistas começaram a oferecer o procedimento. Em 1992, a denominação emitiu estas orientações sobre o aborto.  A posição oficial da igreja é que o aborto é permitido em “circunstâncias extraordinárias”.

O evangelista adventista Kevin Paulson deu a maior defesa da posição da igreja aqui (não encontramos o link) , onde ele concorda que a Igreja não tem restrições, essencialmente, sobre a prática de se poder fazer bem… “[Os adventistas] estão formando opiniões sobre o aborto”, escreveu ele, “não a partir do estudo das Escrituras, ou o Espírito de Profecia (Ellen G. White) mas de escutar líderes cristãos populares como James Dobson, Tim LaHaye, Franky Schaeffer, e Bill Gothard, “todos os que se opõem ao aborto.

“Embora possam sejam sinceros, esses homens defendem muitos erros teológicos e não têm compreensão da verdade de Deus para este tempo”, escreveu Paulson. “Os adventistas do sétimo dia deve escutar essas pessoas com extremo cuidado e juízo discriminatório. … Entre os pioneiros adventistas, JN Andrews e John Harvey Kellogg escreveram contra o aborto, mas os escritos de Ellen White mantêm o silêncio sobre o assunto. .. Achamos interessante que quando Ellen White fala dos “momentos mais antigos” dos nossos filhos, ela fala do nascimento, não de concepção”, concluiu.

Estão os adventistas do sétimo dia, que mantém posições de práticas saudáveis de saúde, sendo contraditórios nessa posição sobre o aborto? 

___________________

Dizem alguns comentários do artigo do WASHINGTON POST :

Ao longo da vida eu fui uma Adventista (conservadora) do sétimo dia (de terceira geração). Acredito que a nossa postura denominacional sobre o aborto foi sábia.  Aqui está o porquê: Embora eu, pessoalmente, acredito que o aborto como é mais comumente praticado em nossa sociedade é imoral e que Deus vai pedir contas…. No entanto, penso que acima de tudo as decisões devem permanecer entre o paciente e o médico e suas consciências….

_____________

A visão adventista é interessante – é muito conservadora quando se trata de interpretação bíblica, mas bastante liberal em muitas questões sociais.

Minha opinião sobre os adventistas do sétimo dia vem diariamente a ouvir uma rádio local de música cristã que pertece a eles (WGTS, 99,1), … que muitas vezes convidam os membros a visitar a organização-mãe Adventista.

_________________

Uma religião organizada que de fato permite aos seus membros a fazer uma escolha pessoal sobre suas próprias vidas – que conceito! Pena que nunca vai pegar (em outras igrejas que controlam a mente dos seus adeptos).

____________________

“O justo viverá pela fé”.  O que é fé, se não é confiar em Deus quando os médicos dizem que a mulher ou o feto vai morrer se não fizermos o aborto?

Há muitos testemunhos em que a criança nasceu saudável que os médicos disseram que teria grandes problemas. Mesmo no caso de estupro, Deus pode criar uma situação bonita quando nós confiamos Nele. James Robinson era um produto de estupro e ele ajuda a multidões em África a partir de seu ministério.

Nossas circunstâncias são a nossa oportunidade de mostrar o poder de Deus, quando nós confiamos Ele, em vez da medicina moderna. Jesus nos libertou do medo da morte e da escravidão dos médicos, etc

________________________

Sou um adventista do sétimo dia e, pessoalmente, sinto o aborto é um ato totalmente repugnante, o mais trágico de todos os atos e um aspecto inquietante da condição humana.

Devo admitir que este artigo deu-me um pouco de pausa. É no mínimo instigante e me abriu um pouco os olhos sobre o assunto. Obrigado.

__________________________

… Poderíamos ter [lido] neste artigo, Vegetarianos assassinos …

_____________________________

É meu entendimento que a Igreja Adventista do Sétimo Dia Igreja não está a promover o aborto, mas permite que seus membros a liberdade de escolha nesta matéria, quando confrontados com circunstâncias não comuns…

________________________________

Esse post foi publicado em Notícias Adventistas e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s