A Obra da expiação

expiacao obra

Um dos grandes erros absorvidos pelo cristianismo contemporâneo, é supor que a obra realizada no Calvário tenha sido um ato concludente do plano da redenção. Esta obra de engano é parte da atuação daquela ponta pequena apresentada no livro de Daniel que dominaria o mundo por 1260 anos e lançaria a verdade por terra (Daniel 8:12). Parte importante da verdade pisoteada por este poder, é expressa no verso 11 do mesmo capítulo oito, onde diz que este chifre “engrandeceu-se até opríncipe do exército, dele tirou o contínuo e o LUGAR DO SEU SANTUÁRIO FOI DEITADO ABAIXO.”

A igreja Romana, que cumpre TODAS as características desta ponta pequena de Daniel 7 e 8, é o sistema de religião falsa que de alguma forma pisou no santuário do Senhor. Sabemos que no tempo em que a igreja católica dominou o mundo, já não havia mais o santuário hebreu aqui na Terra. O último havia sido destruído pelos Romanos no ano 70d.C. Todavia, a bíblia nos fala sobre a existência de um santuário celestial. Em Êxodo 25:9,40 por exemplo, vemos que ao ordenar a construção do Tabernáculo para Moisés, Deus o orientou a seguir um MODELO que lhe foi mostrado no monte Sinai. No livro de Hebreus, nos capítulos 8 e 9 principalmente, vemos de maneira clara a existência de um santuário no céu, semelhante ao tabernáculo que Moisés construiu aqui na Terra. Mas como a igreja católica seria capaz de pisar neste santuário?

De uma forma muito sutil a igreja romana desenvolveu um sacerdócio terrestre que funciona em paralelo ao sacerdócio de Cristo no santuário celestial. Na igreja papal, por exemplo, encontramos o incensário, o altar, o santíssimo e muitos outros elementos componentes da Obra de Jesus. Assim, a igreja romana tem desconectado as pessoas do céu, fazendo com que a confiança esteja em homens pecadores que supostamente podem absolver e perdoar pecados… é como se milhares estivem buscando a Jesus, assim como as mulheres O foram buscar na sepultura, quando Ele já não se encontrava mais ali, pois já havia ressuscitado. Assim, multidões estão sendo desviadas desta VERDADE PRESENTE: A OBRA DE JESUS NO SANTUÁRIO CELESTIAL, tão importante quanto a Obra do Calvário, visto que uma foi a aceitação da expiação e a outra é a consumação do fato.

Como poderia ser que Jesus esteja em um santuário literal no céu? Que importância essa mensagem teria no contexto da pregação do Evangelho? O que significa a obra de expiar pecados? Qual a relação da cruz e do santuário celestial? Se quiser receber informações em formato de estudo sobre este assunto, deixe a sua solicitação nos comentários, incluindo o seu e-mail.

COMPARTILHE esta publicação!

Esse post foi publicado em Santuário e Juízo Investigativo. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para A Obra da expiação

  1. Importantíssimo conhecer cada vez mais sobre a Doutrina do Santuário Celestial e sobre o Juízo Investigativo. Me mantenham informado misaelbr@globo.com

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s