O código de Justiniano oficializa a perseguição judaica pelos cristãos

Como protestantes e adventistas começamos a contar os 1260 anos de trevas a partir de 538. Porém nesta mesma época entrou em vigor o código do imperador Justiniano que oficializou a perseguição judaica instituindo um falso cristianismo que abriu as portas para a barbárie dos papas.

Em 7 de abril de 529, com a constituição Summa rei publicae, o imperador publica o código, intitulado Novus Justinianus Codex (Código Novo de Justiniano), e estabelece que entraria em vigor em 16 de abril daquele ano. Essa primeira obra não chegou até nós pois foi substituída por outra, já em 534. Assim, ficou conhecido por Codex Vetus (Código Velho), em contraposição ao de 534, chamado de Código Novo.

O código Justiniano degradou os judeus a cidadãos de segunda classe. A partir daqui a religião judaica deixaria de ser legítima. Alguns exemplos:

  • Relações sexuais entre judeus e cristãos eram proibidas, sob pena de castigo severo;

  • Judeus deixaram de poder obter cargos públicos;

  • Alguém que ousasse construir uma sinagoga perderia os seus bens e seria punido com a morte.

Ao instituir um falso cristianismo de estado, tornou impossível a conversão de judeus ao verdadeiro cristianismo e começaram os 1260 anos de supremacia do chifre pequeno de Daniel 7:25 e apocalipse 13:1-12.

Para saber sobre as origens da perseguição judaica:

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Antijuda%C3%ADsmo

.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s