A Feras do fim do mundo (apocalipse 13)

A besta do Mar é o Papado. Descendente direto do Império Romano. Se ela profere blasfêmias é um poder religioso. Um Estado-religião, ou seja a Igreja caída que também é descrita em apocalipse 17 como uma esposa imunda.

A segunda fera (apocalipse 13:11-17) é o último império da humanidade pois tem o poder de cumprir a marca da besta. Tem poder militar predominante. Desde 1850 é conhecido que são os Estados Unidos. Descoberto por um protestante chamado John Andrews. Os Estados Unidos farão uma homenagem à Igreja (a marca da Besta) através de imposição de leis religiosas. Em um sentido secundário (como a primeira besta é um Estado, o Vaticano, e uma religião) a segunda besta embora seja primeiramente a nação americana também é o falso profeta (protestantismo decaído que nega a iminente volta de Jesus e estabelece no lugar por exemplo a teologia da prosperidade e várias falsas doutrinas).

A segunda fera parece um cordeiro (é cristã e mansa= liberdade) mas no fim fala como dragão (invasão de inúmeros países Iraque, Líbia, Filipinas, Vietnã, Panamá, Afeganistão etc) e por um acaba-se a liberdade e se impõe a vontade do Vaticano no mundo (já descrita na carta ecológica Laudatto Si)

Tudo isso está no livro O Grande Conflito de 1888.

Esse post foi publicado em Anticristos, Apocalipse, Primeira Besta: Papado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s